APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

17/07/2017
IAC realiza Reunião Técnica e apresenta projeto para transmissão de informações agrometeorológicas pelo celular
O Instituto Agronômico (IAC-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realizou no dia 26 de junho, Reunião Técnica sobre agroclimatologia, em 26 de junho de 2017. A reunião apresentou o projeto piloto para a transmissão de informações agrometeorológicas pelo celular, via SMS. O projeto busca auxiliar o produtor com o manejo de recursos hídricos por meio de informações climatológicas. O pesquisador do IAC, Orivaldo Brunini, afirmou durante o evento que com os dados em mãos o produtor poderá avaliar os períodos de irrigação e aplicação de defensivo. “O projeto irá auxiliar os produtores rurais no manejo de uso de recursos hídricos”, afirmou Brunini.

Esta iniciativa é baseada em projeto com apoio da Agência das Bacias PCJ e em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) e o Comitê de Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí.

As regiões de Atibaia, Campinas, Holambra, Limeira, Jundiaí e Amparo foram escolhidas para essa fase inicial do projeto. Durante a reunião, técnicos da CATI e produtores rurais apontaram as principais culturas destas regiões. Brunini explicou que para o desenvolvimento do projeto será necessário coletar informações sobre as culturas, área da propriedade, local, topografia, hidrografia e outras, que serão enviadas pelos produtores destas regiões para o desenvolvimento do software.

As fichas para a coleta de informações deverão ser respondidas até 7 de julho pelos produtores. Elas serão disponibilizadas pelos técnicos da CATI.

As culturas selecionadas para essa fase do projeto são chuchu, banana, flores, morango, batata, hortaliças, figo, videira, cana-de-açúcar, laranja, milho verde, feijão, batata doce, frutas de caroço e maracujá.

O IAC, por meio do Programa do Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas (Ciiagro), que estabelece parceria com  diversas instituições como o Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), a Agência das Bacias PCJ, a Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag), possui 212 estações meteorológicas no Estado de São Paulo, sendo a primeira estação de 1890. O Instituto possui a base de dados mais antiga do Estado de São Paulo. As informações auxiliam nas pesquisas agrícolas e nas ações de prevenção urbana feitas pela Defesa Civil. O Instituto foi o primeiro a fazer o zoneamento agrícola no Estado.

Para o secretário da Agricultura do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, o aporte científico já construído faz a diferença nesses momentos. “Os registros históricos, como os mantidos pelo IAC, oferecem suporte para a análise da situação e a elaboração de diagnósticos mais confiáveis. É a prestação de serviço de qualidade, como recomenda o governador Geraldo Alckmin”, diz.

Por: Assessoria de comunicação do Instituto Agronômico

|Voltar|