APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

19/07/2017
Apostila orienta sobre manejo para evitar prejuízos com as formigas-cortadeiras. Baixe grátis
O controle das formigas-cortadeiras, tanto no meio rural quanto nas cidades, é o tema da apostila gratuita do Programa de Sanidade em Agricultura Familiar (Prosaf), do Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O material orienta sobre o manejo destes insetos, capazes de provocar grandes prejuízos econômicos na agricultura. Pode ser baixado neste link.

As formigas‐cortadeiras são seletivas, de modo que algumas espécies de vegetais não são cortadas, sendo que elas dão preferência pelo corte de plantas exóticas. No Brasil, ocorrem nove espécies de saúvas e 21 espécies de quenquéns, sendo que a distribuição de algumas delas restringe‐se apenas a alguns Estados. Distinguem‐se facilmente as formigas saúvas das quenquéns pela sua morfologia e pelo aspecto dos ninhos

“Na área rural, causam danos em diferentes culturas, podendo ser um empecilho para o início de uma nova plantação, uma vez que muitas plantas morrem após o corte, especialmente quando são atacadas enquanto mudas”, afirmam os autores Ana Eugênia de Carvalho Campos e Francisco José Zorzenon, pesquisadores da Unidade Laboratorial de Referência em Pragas Urbanas do Instituto Biológico.

Para o secretário Arnaldo Jardim, o material do Prosaf leva o conhecimento gerado nos institutos de pesquisa, como o Instituto Biológico, para sua aplicação prática pela sociedade. “Aproximar a pesquisa da produção no campo é uma das principais orientações do governador Geraldo Alckmin para nós da Secretaria de Agricultura”, destaca.

Por Hélio Filho

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

(11) 5067-0069

|Voltar|