APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

24/08/2017
Coordenador da APTA é novo presidente do Consepa
O coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Orlando Melo de Castro, foi escolhido para ser presidente do Conselho Nacional dos Sistemas Estaduais de Pesquisa Agropecuária (Consepa). O intuito dessa nova administração é seguir com iniciativas anteriores a fim de incrementar a grande rede de pesquisa agropecuária nacional.

De acordo com Castro, essas iniciativas já iniciadas, que estão sendo formadas com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), visam aproveitar todo o potencial das instituições de pesquisa do Brasil, podendo viabilizar mais recursos, por meio de agências de fomento, orçamento e empresas privadas. “Uma delas é o uso de patrimônio institucional como fonte de renda para fundos de investimentos para a pesquisa, mas que dependem de uma legislação específica”, diz.

“Nosso propósito é retomar o que era feito nos anos 80 com o Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária (SNPA), que organizava a pesquisa em termos nacionais, tanto da Embrapa, quantos em termos regionais”, diz o coordenador da Apta.

A escolha da nova presidência foi feita por meio do consenso entre os membros do Consepa. Com Castro como presidente, o presidente do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Florindo Dalberto, passa a ser o primeiro vice-presidente, e o presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Luiz Hessmann, assume como segundo vice-presidente.

“Esta escolha só comprova que o Estado de São Paulo é extremamente relevante no cenário da pesquisa agropecuária. Tenho certeza de que nosso coordenador da Apta terá uma ótima e profícua atuação, sempre atento às demandas do produtor rural, como nos orienta o governador Geraldo Alckmin”, festeja Arnaldo Jardim.

Consepa

Com o objetivo de fortalecer e ampliar o desenvolvimento das pesquisas agropecuárias estaduais, o Conselho Nacional dos Sistemas Estaduais de Pesquisa Agropecuária (Consepa) busca, entre diversas ações, defender os interesses dos sistemas estaduais de pesquisas e auxiliar para o aperfeiçoamento da legislação a respeito da pesquisa agropecuária.

Criado em 1993, é formado por 16 Organizações Estaduais de Pesquisa Agropecuária (Oepas), representadas pelos seus respectivos dirigentes máximos ou representantes legais por eles indicados e presentes em todo o Brasil para conseguir atender as demandas específicas de cada estado.

As organizações que fazem parte do Conselho são a Apta, no Estado de São Paulo, o Instituto Agronômico do Paraná, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri), de Santa Catarina, e a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro (Pesagro-Rio), o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), do Espírito Santo, a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), do Mato Grosso, Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária (Emepa), da Paraíba, a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário (Emdagro), de Sergipe, a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural (Agerp), do Maranhão, a Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), do Mato Grosso do Sul, Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável (Emater), de Alagoas.

Por Giulia Losnak (estagiária)

Assessoria de Imprensa - APTA

19 21378933

|Voltar|