APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

16/03/2018
Corredor verde para polinizadores do IB foi escolhido por São Paulo para a realização do 2º Plantio Global
O corredor verde para polinizadores localizado no Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, foi escolhido pela prefeitura paulistana para a realização do 2º Plantio Global, em 18 de março de 2018. O evento foi aberto ao público, que pôde participar ajudando no plantio de 100 mudas de diversas espécies de árvores.

O Plantio Global é uma ação colaborativa e comunitária que busca incentivar a criação de grupos para que sejam realizados plantios de forma integrada. O intuito é aumentar a conscientização e as práticas ambientais, além de possibilitar a troca de experiência e conhecimentos, auxiliando na construção de políticas públicas para o setor. Ao todo, mais de 50 cidades localizadas em 10 países fizeram plantios simultâneos.

Ao todo, foram plantadas 100 árvores de espécies nativas, sendo algumas específicas para atrair insetos polinizadores. A ação foi realizada em São Paulo em parceria com o Cades/Agenda 2030 Vila Mariana e Prefeitura Regional da Vila Mariana e da Lapa. “Estar inserido nesse contexto de preservação ambiental é muito importante. Estamos construindo a extensão do primeiro corredor verde para polinizadores do Brasil de forma colaborativa com a comunidade. Este novo plantio contribuirá para melhorar a qualidade do ar e do meio ambiente, aprimorando o local em que vivemos”, afirmou Harumi Hojo, pesquisadora do IB.

O ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, participou do evento no IB. “Plantar uma árvore é um gesto com três significados simultâneos. Primeiro, é um gesto de fé, de confiança no futuro, de que esta árvore vai crescer, fazer sombra. Segundo, é um ato de desprendimento, pois quem planta não sabe se vai usufruir de sua sombra, seus frutos. E terceiro, é um gesto concreto de proteção do meio ambiente. Estamos plantando sustentabilidade”, disse.

Corredor Verde para Polinizadores

O IB inaugurou, em 28 de maio de 2017, o 1º corredor verde para polinizadores do País, implantado na calçada com 450 metros. A ação é baseada no plantio em calçadas urbanas visando contribuir com a arborização da cidade, que além da atratividade de polinizadores, também visa proporcionar projetos socioeducativos. “A arborização viabiliza a conexão entre populações de fauna de fragmentos vegetais maiores por conta das árvores abrigarem uma infinidade de seres vivos, liquens, pássaros, insetos enriquecendo o ecossistema urbano, aumentando a biodiversidade”, explica Harumi.

Inspirado na “rodovia” para abelhas, da Noruega, e na “estrada para borboletas”, dos Estados Unidos, o projeto brasileiro visa atrair os insetos polinizadores e promover a conservação e recuperação do ambiente natural e urbano. De acordo com Antonio Batista Filho, diretor-geral do Instituto, o objetivo é qualificar e enriquecer a vegetação existente nas calçadas do IB, como forma de atrair os polinizadores. “Essa é uma ação tão importante quanto plantar florestas, pois criará conexões entre os bosques, maciços e florestas já existentes, favorecendo o serviço dos polinizadores, o que é muito benéfico para a ampliação da biodiversidade na cidade”, explica.

O corredor, montado na calçada do IB, liga a Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, no trecho compreendido entre a Rua Dante Pazzanese e Avenida Ibirapuera, e a Rua Amâncio de Carvalho, no trecho entre a Rua Dante Pazzanese e a Rua Astolfo de Araújo. O local, que conta com 60 espécies de plantas, entre palmeiras, árvores e arbustos, recebeu o plantio simbólico de plantas nativas de São Paulo, como o pau cigarra, bracatinga, carvalho brasileiro e embiruçu, entre outras.

Por Giulia Losnak (estagiária)

Assessoria de Imprensa – APTA

(19) 2137-8933

|Voltar|