APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

09/05/2018
IEA divulga a estimativa final da Produção Animal de São Paulo em 2017
A renda gerada pelos cinco produtos de origem animal (carnes bovina, suína e de frango, ovos e leite) superou R$ 18,3 bilhões, de acordo com a estimativa do Valor da Produção Agropecuária (VPA) calculado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA). Esse montante representa 23,78% do VPA total do Estado, em 2017. Para acompanhar o desenvolvimento das cadeias e oferecer informações que auxiliem na elaboração de políticas públicas e na tomada de decisão por parte dos produtores, o IEA, em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), ambos vinculados à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, realiza periodicamente o levantamento da produção animal e da área de pastagem, nos 645 municípios paulistas.

Embora a carne bovina ocupe o segundo lugar no ranking do VPA, o segmento de aves e ovos merece destaque uma vez que, em 2017, a criação de aves para corte e postura apresentou crescimento. A produção de ovos aumentou 5,82% em relação ao ano anterior, totalizando 1,12 bilhão de dúzias. Movimento semelhante ao realizado pelo setor de aves para corte que, no mesmo período, somavam 130,5 milhões de cabeças, o que equivale a uma oferta de 1,5 milhão de toneladas de frango, em peso vivo, resultando em um crescimento de 3,06% sobre o volume de 2016.

A estimativa para o número total de bovinos no Estado de São Paulo foi de 10,48 milhões de cabeças, com decrescimo de 1% em relação ao ano anterior. Em 2017, de acordo com o levantamento, 3,72 milhões de cabeças estavam aptas para o abate, montante 0,64% menor que em 2016, resultando em uma oferta de 948 mil toneladas de carne bovina. “Apesar da instabilidade que o setor de abate viveu nos últimos dois anos, o número de animais abatidos parece não ter se alterado de forma significativa”, afirmam Carlos Roberto Ferreira Bueno e Carlos Nabil Ghobril, pesquisadores do IEA, autores do artigo. No período, a produção leiteira foi estimada em 1,58 bilhão de litros, praticamente a mesma de 2016, apesar da redução de 3,75% do plantel leiteiro.

Com relação aos suínos, o levantamento indica que, em 2017, havia um plantel de 982,84 mil cabeças, volume 3,24% menor que o ano anterior. Os animais previstos para o abate totalizaram 1,15 milhão de cabeças, que forneceram 95,86 mil toneladas de carne, montante 6,79% menor que 2016.

Para ler o artigo na íntegra e conferir os gráficos e tabelas, clique aqui.

Por: Nara Guimarães  

Mais informações

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

(11) 5067-0069

|Voltar|