cabecalho apta130219

×

Aviso

There is no category chosen or category doesn't contain any items

Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado participa das festividades de 80 anos do Instituto de Economia Agrícola

Evento ocorreu no Salão Nobre da Secretaria de Agricultura e contou com a presença de diretores de institutos de pesquisa, pesquisadores, professores universitários e nomes relevantes da produção de conhecimento paulista

Francisco Matturro, Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, participou nesta terça-feira (08/11) da abertura das festividades de 80 anos do Instituto de Economia Agrícola.

O Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de SP, completou ontem, segunda-feira, 07 de novembro, 80 anos de sua fundação.

Para o diretor-geral do Instituto, Celso Vegro, as oito décadas de história demonstram a solidez do nome e da atuação do IEA. "A excelência do IEA garante sua longevidade e credibilidade junto a outros Institutos mais antigos do Estado de São Paulo, como o Instituto Biológico (IB) e o Instituto Agronômico (IAC)". Ainda acrescentou que o IEA, desde 1992, quando o diretor ingressou no Instituto, foram produzidos 4700 artigos científicos, uma média de 150 por ano.

O Secretário Francisco Matturro teve fala na abertura. Após saudar os presentes, o Secretário destacou que o IEA construiu sua história como grande referência em dados econômicos e estatísticos no agro. O Secretário ainda citou o investimento dessa gestão de R$ 102 milhões em pesquisa, para ele, uma forma de investir no futuro. Acrescentou a importância do fomento a parcerias com a iniciativa privada para pesquisa, citando, por exemplo, as cooperações no Centro de Cana, em Ribeirão Preto.

O Coordenador da APTA, Sergio Tutui, em sua fala, homenageou o Instituto de Economia Agrícola e acrescentou que "o papel dos Institutos da Agência Paulista das Tecnologias do Agronegócios é levar a inovação e o conhecimento científico e tecnológico de ponta aos nossos produtores paulistas". Para Tutui, o IEA exerce esse papel com excelência, e citou como exemplo as inovações apresentadas na cerimônia.

A cerimônia foi dedicada a ressaltar ações e inovações do Instituto nos últimos anos e a prestar homenagem a todos aqueles que se dedicaram e seguem se dedicando ao desenvolvimento do Instituto de Economia Agrícola e ao Agro Paulista.

Na ocasião, foi lançado o aplicativo Custo de Produção. A ferramenta tem como objetivo fornecer ao produtor rural uma ferramenta de cálculo do custo de produção de sua atividade, utilizando a metodologia de custo operacional desenvolvida pelo Instituto de Economia Agrícola. O aplicativo estará disponível ainda neste ano aos produtores rurais nos sistemas IOS e Android ou na versão Web, com acesso pelo site do IEA.

Ainda foi apresentado um aplicativo lançado em 2017, o "Calculadora do Valor Venal da Terra Rural". Além de utilizações acadêmicas, a ferramenta serve de parâmetro para negociações e cálculo, por exemplo, do Imposto de Transmissão de Causa Mortis e Doação (ITCMD) no Estado de São Paulo.

Houve ainda a entrega, realizada pelo Secretário Francisco Matturro e pelo diretor do IEA, Celso Vegro, da tradicional medalha Ruy Miller Paiva aos pesquisadores que contribuíram para três artigos premiados do Instituto de Economia Agrícola.

Os premiados foram Marcela de Mello Brandão Vinholis, Hildo Meirelles de Souza Filho, Marcelo José Carrer, Waldomiro Barioni Junior e Roberto Bernado pelo trabalho "Perfil dos adotantes de sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta do Centro-Oeste do Estado de São Paulo".

Ainda, pelo artigo "As relações contratuais entre a indústria da seda e os sericicultores: abordagem a partir da Economia dos Custos de Transação (ECT)", foram premiados Aline Silva de Lima, Leonardo Xavier da Silva, Marcelino de Souza

Os últimos premiados foram Flávia Maria de Mello Bliska, Antonio Bliska Júnior, Patrícia Helena Nogueira Turco, Adriano Augusto Bliska e Celso Luis Rodrigues Vegro pelo artigo "Contribuição da assistência técnica e extensão rural na gestão das lavouras cafeeiras no Brasil".

O Prêmio, nomeado em homenagem ao fundador do Instituto, é concedido pelo IEA, anualmente, aos autores de artigos científicos e técnico-científicos, nas áreas de socioeconomia agrícola e de desenvolvimento rural.

Ainda foram homenageados os servidores aposentados entre 2020 e 2022 que receberam uma lembrança das mãos de funcionários atuais do IEA.

Estiveram presentes o Deputado Estadual, Itamar Borges, o Secretário Executivo de Agricultura e Abastecimento, Adriano Quercia, o Subsecretário de Agricultura, Orlando Melo de Castro, o Subsecretário de Segurança Alimentar, Celso Matsuda, o Chefe de Gabinete da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Ricardo Lorenzini, a Diretora-Geral do Instituto Biológico, Ana Eugenia de Carvalho Campos, o Dirigente da Assessoria Técnica, Alberto Amorim, a Coordenadora do Rotas Rurais, Priscilla Fagundes.

O IEA

Fundado em 1942, o Instituto de Economia Agrícola (IEA), braço econômico da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, foi a primeira instituição a sistematizar os estudos sobre economia agrícola no Brasil. O Instituto de Economia Agrícola é uma Instituição que pesquisa, analisa, gera e divulga conhecimento e informação de qualidade para atender às necessidades da agricultura e da sociedade em geral. Essas informações servem de parâmetro para a tomada de decisões e para formulação de políticas públicas, induzindo o sistema a melhores negociações, em benefício de todas as cadeias de produção do setor, nos âmbitos estadual e nacional.